WebTv

HÁ 128 ERA CRIADA A PRIMEIRA HQ NA HISTÓRIA

O nascimento da HQ (história em quadrinhos) foi no dia 17 de maio de 1890, pois foi nesta data que foi publicada em Londres uma revista semanal com histórias desenhadas.

Essa publicação intitulada Comic Cuts, foi publicada por Lord Northcliffe, um grande magnata da imprensa londrina. Ela continha mais texto que desenhos e seu conteúdo era satírico-humorístico.

Em apenas 3 meses a publicação atingiu a marca de 300 mil exemplares, muito mais do que as dos grandes jornais da época.

Mas muitos discordam e apontam o norte-americano Richard Outcalt como o verdadeiro criador do gênero. Ele incluiu em sua obra tudo que já havia sido feito até então, seu material era publicado regularmente a partir de 1897 no suplemento dominical colorido do New York Journal, mas seu diferencial é que inseriu um novo elemento às histórias: o balão com falas.

Já no Brasil o pioneiro do gênero foi o ítalo-brasileiro Angelo Agostini, que criou em 1869 para o jornal Vida Fluminense, “As aventuras do Nhô Quim”.

Mas se formas a fundo mesmo na pesquisa vamos ver que a origem das HQs é muito mais antiga. As culturas mais antigas, como a egípcia e a grega, já narravam histórias através de sequencias de figuras desenhadas.

Os gibis viraram um fenômeno comercial e artístico nos Estados Unidos na virada do século 20. Eram retratados nos quadrinhos tanto histórias divertidas como dramas.

O interesse era tanto que em pouco tempo, já na primeira década de 1900, as empresas viram a oportunidade de ganhar com a comercialização de licenças, vendas de brinquedos com a imagem dos personagens, programa de rádios e filmes.

O conhecido marinheiro Popeye foi criado em 1929, um ano depois Walt Disney criou o Mickey e logo em seguida o Pato Donald em 1938. A partir de 1938 começou a publicação exclusivamente com histórias em quadrinhos, as revistinhas de Walt Disney.

 

Foi nesta mesma época que surgiu o detetive Dick Tracy e do aventureiro do espaço Buck Rogers, e depois vieram Superman e Batman.

A Segunda Guerra Mundial foi responsável pela criação de vários super-heróis norte-americanos, com o intuito de ajudar os Estados Unidos contra a Alemanha e o Japão.

Depois os gêneros foram ampliados, chegando a reprodução de clássicos, ficção científica, aventuras, romances, crimes e horror.

Na década de 50 muitas editoras foram à falência nos Estados Unidos, por causa da censura. Na década de 60 as HQs renascem com a criação de séries de personagens conhecidos, como a do Homem Aranha.

Sobre Daniel Pereira

Um aquariano que vive com os pensamentos no futuro mas tem grande apego com o passado. Apaixonado por arte e Comunicação. Seu maior defeito é fazer mil coisas ao mesmo tempo a ponto de não ter tempo pra mais nada e mesmo assim vive criando coisas novas pra fazer.

Confira também

FLIP 2018 HOMENAGEARÁ HILDA HILST E TERÁ FERNANDA MONTENEGRO

Desde 2003, a Flip oferece todos os anos em Paraty uma experiência única, permeada pela …

Deixe um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: