WebTv

MAWACA COMEMORA 23 ANOS DE CARREIRA EM SHOW COM CONVIDADOS

Músicos se reúnem para angariar fundos para auxiliar da recuperação do percussionista Armando Tibério, atualmente em tratamento quimioterápico. Convidados:  Edson Cordeiro, Marcelo Pretto, Renato Braz, Miguel Briamonte, Eduardo Contrera, Edgar Bueno, Jorge Peña, Duo Ello (Carlos Stasi e Luiz Guello), Silvanny Sivuca e Banda Alana.

Unindo criatividade à pesquisa, o grupo Mawaca vem, há 23 anos, revelando um diversificado repertório multicultural, sempre buscando conexões com elementos musicais brasileiros.

Conhecido por uma performance vigorosa e contagiante, o grupo Mawaca já lançou 6 CDs, 4 DVDs e 2 livros e tem em seu currículo diversas apresentações internacionais em países como China, Grécia, França, Alemanha, Espanha, Portugal e Bolívia. Referência no cenário da música “étnica” no Brasil, o grupo também se enveredou por releituras contemporâneas de cantos indígenas, fruto da pesquisa da sua diretora musical Magda Pucci. Com o projeto Rupestres Sonoros, o grupo realizou uma turnê pela Amazônia, em 2010, quando aconteceu um rico intercâmbio musical entre seis diferentes grupos indígenas e os músicos da banda. O mais recente trabalho, Inquilinos do Mundo, é voltado para as músicas de grupos nômades, imigrantes, refugiados ou exilados.

 

 

Nesse show – que celebra essa longa trajetória – o Mawaca conta com a presença de convidados especiais que se sensibilizaram com o momento difícil pelo qual passa Armando Tibério, atualmente debilitado e sem condições de trabalhar, por conta de um tratamento quimioterápico. Percussionista do grupo desde sua criação, Armando toca entre outros instrumentos, a tabla, instrumento indiano que muito marca a sonoridade do grupo. É considerado um dos grandes bateristas do país, referência e influência para outros profissionais da bateria e da percussão em São Paulo e no Brasil.

Direção Musical: Magda Pucci

Cantoras: Angélica Leutwiller, Cris Miguel, Cris Guiça, Magda Pucci, Sandra Oakh, Rita Braga e Zuzu Leiva. Instrumentistas: Ana Elisa Colomar (violoncelo e flautas), Gabriel Levy (acordeom), Ricardo Zohyo (baixo), Ramiro Marques (sax soprano e tenor), Valéria Zeidan (vibrafone, frame drums).

Convidados: Edson Cordeiro (voz ), Marcelo Pretto (voz), Renato Braz (canto), Miguel Briamonte (piano),  Eduardo Contrera (violão), Edgar Bueno (tablas), Jorge Peña (percussão), Duo Ello (Carlos Stasi e Luiz Guello) , Silvanny Sivuca e Banda Alana (percussão), Luciano Khatib (cajón), Roberto Angerosa (percussão) e outros a serem confirmados.

 

MAWACA 

MAWACA é um grupo que pesquisa e recria a música das mais diversificadas partes do globo.

É formado por um grupo vocal que interpreta canções em mais de 20 línguas e as cantoras são acompanhadas por um grupo instrumental acústico: acordeom, violoncelo, flauta e sax soprano, contrabaixo, além dos instrumentos de percussão como as tablas indianas, derbak árabe, djembé africano, berimbau, vibrafone, pandeirões do Maranhão.

O repertório do grupo é formado por músicas de tradições díspares como a japonesa e a irlandesa; de países tão distantes entre si como Finlândia e Japão, África Central e Indonésia, regiões diferentes como Oriente Médio e Península Ibérica. São temas ancestrais que possibilitam a pesquisa de sonoridades múltiplas revelando as características étnicas locais buscando sempre estabelecer inter-relações com a música brasileira.

Com arranjos inovadores e criativos, o Mawaca apresenta uma musica vibrante, pérolas do repertório mundial que foram transmitidas de geração em geração pela tradição oral. As transcrições e arranjos desses temas ancestrais são realizados por Magda Pucci que, além de desenvolver a pesquisa de repertório, é também responsável pela direção musical do grupo.

 

Confira um pouco da música contagiante desse grupo:

 

www.mawaca.com.br

 

SERVIÇO

Local: Auditório Ibirapuera,

Data: 20 de maio, domingo

Horário: 19h.

Ingresso: 15,00 e 30,00

Mais informações clique aqui no site do Auditório Ibirapuera 

Sobre Daniel Pereira

Um aquariano que vive com os pensamentos no futuro mas tem grande apego com o passado. Apaixonado por arte e Comunicação. Seu maior defeito é fazer mil coisas ao mesmo tempo a ponto de não ter tempo pra mais nada e mesmo assim vive criando coisas novas pra fazer.

Confira também

SAULO DUARTE LANÇA NOVO TRABALHO INTITULADO “FLOR DO SONHO”

O primeiro single do novo disco do artista mergulha no Pará e na Bahia Com …

Deixe um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: