WebTv

A FORÇA FEMININA NO CINEMA – 14 FILMES SOBRE MULHERES

Procurando um filme para comemorar o Dia da Mulher? Grandes histórias sobre a força feminina já foram contadas no cinema. O poder da mulher em todas as suas formas. Prepare a pipoca e divirta-se!

 

Thelma e Louise
Ridley Scott, 1991

Um dos mais famosos road-movies de todos os tempos, Thelma e Louise também é aclamado como um grande filme feministas por desafiar questões de gênero, mostrar mulheres vingando-se de homens que lhe fizeram mais e indo, sozinhas, a extremos em busca de suas liberdades.

 

 

 

 

Casa de Areia
Andrucha Waddington, 2005

Fernanda Torres e Fernanda Montenegro, mãe e filha na vida real, interpretam tais papéis no filme, em três épocas distintas. Áurea, seu marido Vasco e sua mãe, Dona Maria, viajam até os inóspitos areais maranhenses, onde Vasco havia comprado terras. Logo, as duas mulheres estão sozinhas, enfrentando o isolamento e a opressão do lugar, na casa pode ser engolida pela areia. O filme é introspectivo e mostra a força e a fragilidade da família e da mulher num ambiente desafiador.

 

 

 

A vida secreta das abelhas
Gina Prince Bythewood, 2008

Baseado num livro homônimo, o filme se passa no sul dos Estados Unidos durante a década de 1960. Lily é uma adolescente branca que, junto a sua babá, foge de casa e dos maus tratos do pai para ir em busca de respostas sobre sua mãe. É quando conhece as irmãs Boatwright, três irmãs negras produtoras de mel que irão ensinar a Lily sobre sua mãe e lhe dar uma nova perspectiva de vida numa sociedade tomada pelo racismo e preconceito.

 

 

 

Adoráveis Mulheres
Gillian Armstrong, 1994

Baseado no livro de Louisa May Alcott, conta a história das irmãs March e os desafios que as quatro encontram para seguirem seus sonhos numa sociedade restritiva para mulheres. Desafiando expectativas e enfrentando preconceitos, nenhuma delas têm medo de buscar a felicidade.

 

 

 

Pequena Miss Sunshine
Jonathan Dayton e Valerie Faris, 2006

O filme conta a história de uma família disfuncional e cheia de manias que sairá uma jornada até a Califórnia para que Olive, a filha caçula, participe do concurso Pequena Miss Sunshine. Fazendo uma paródia dos absurdos ideais de beleza que os concursos de Miss infantis impões, o filme mostra a importância da família e de que, mesmo com todas as diferenças, todos podem se divertir quando trabalham juntos para um bem maior.

 

 

 

Educação
Lone Scherfig, 2009

Baseado num livro autobiográfico de mesmo nome, Educação acompanha o amadurecimento de Jenny, uma adolescente que, durante os anos 1960 se vê dividida entre o sonho de seus pais de que ela vá à universidade e o estilo de vida glamuroso que David, um homem mais velho e sedutor, lhe apresenta. Presa entre as expectativas restritas que as mulheres tinham, Jenny acaba descobrindo, sozinha, o caminho que quer seguir em sua vida.

 

 

 

 

As Virgens Suicidas
Sofia Coppola, 1999

O melancólico filme de estreia da diretora Sofia Coppola é um conto sobre o amadurecimento das irmãs Lisbon, quatro garotas marcadas pelo suicídio da irmã mais nova. As Lisbon são um mistério indecifrável e, tentando protegê-las, seus pais criam um ambiente tão restritivo que irá levá-las a uma inclinação à tragédia.

 

 

 

 

Comer, Rezar, Amar
Ryan Murphy, 2010

Uma mulher que, aparentemente, tinha tudo para ser feliz, se descobre perdida e confusa sobre sua vida. É aí que Liz Gilbert decide partir numa jornada de autoconhecimento, através da Índia, Itália e Bali. Baseado no best-seller autobiográfico de mesmo nome, o filme mostra como ver o mundo de novas formas pode mudar uma vida – e mostrar o caminho à paz interior.

 

 

 

 

Frida
Julie Taymor, 2002

A pintora mexicana Frida Kahlo é um dos nomes mais importantes da arte surrealista. O filme acompanha sua história de sua adolescência, o acidente que a levou a dedicar-se as pinturas, suas muitas aventuras românticas, até sua morte. A história é a de uma mulher apaixonada, forte e decidida, que conciliou carreira e amor.

 

 

 

 

Persépolis
Vincent Paronnaud e Marjane Satrapi, 2007

O filme é uma animação baseado no romance gráfico homônimo de Marjane Satrapi. A história autobiográfica aborda a vida de Marjane quando, aos dez anos a Revolução Iraniana altera radicalmente o país e a vida de seu povo. Consciente da situação política do Irã, a inteligente Marjane cresce numa situação opressora para mulheres e, mesmo após deixar o país, ainda tem esperança da chegada de dias melhores.

 

 

 

 

 

As Horas
Stephen Daldry, 2002

Baseado no livro homônimo, o filme aborda a vida de três mulheres ligadas pelo livro Mrs. Dalloway. A autora Virginia Woolf, em 1923, a dona de casa Laura Brown em 1949 e, nos dias atuais, a editora de livros Clarissa Vaughn. No drama existencial do romance, a vida das três se encontra, com pequenos paralelos que criam uma narrativa sobre as muitas nuances da alma feminina.

 

 

 

 

 

Juno
Jason Reitman, 2007

Sucesso de bilheteria e crítica, o filme trouxe uma visão inovadora sobre gravidez na adolescência contando a história de Juno que, aos 16 anos, engravida e desiste de fazer um aborto ao descobrir que fetos tem unhas. Optando pela adoção, Juno vive situações inusitadas e cheias de humor sarcástico junto ao casal que irá adotar, seus pais, e Bleeker, o pai biológico do bebê.

 

 

 

 

 

Histórias Cruzadas
Tate Taylor, 2011

O filme, baseado no livro A resposta, mostra o relacionamento entre os brancos e suas empregadas negras durante a luta pelos direitos civis nos Estados Unidos. A jornalista Skeeter se relaciona com as empregadas Minny e Aibileen e, com o relato delas e de outras, escreve um livro que irá revelar a verdade sobre o racismo que permeia toda a sociedade. Juntas, elas irão desafiar as rigídas normas sociais da época.

 

 

 

 

 

Saga Jogos Vorazes
Gary Ross e Francis Lawrence, 2012 a 2015

A série de filmes, baseada na trilogia de mesmo nome, acompanha a história de Katniss Everdeen, uma adolescente vivendo numa sociedade pós-apocalíptica. A diferença do filme em relação a outros semelhantes é a força de sua protagonista feminina, que além de lutar, proteger sua família e desafiar um governo ditatorial e viver um romance, agiu em primeiro lugar, para proteger sua irmã, num dos mais fortes exemplos de companheirismo feminino do cinema.

Sobre Daniel Pereira

Um aquariano que vive com os pensamentos no futuro mas tem grande apego com o passado. Apaixonado por arte e Comunicação. Seu maior defeito é fazer mil coisas ao mesmo tempo a ponto de não ter tempo pra mais nada e mesmo assim vive criando coisas novas pra fazer.

Confira também

NOVIDADES SOBRE LIVE ACTION DA TURMA DA MÔNICA SÃO REVELADAS

O Live-Action da “Turma da Mônica – Laços” está em fase de pós-produção e enquanto …

Deixe um Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: