WebTv

Maracujá Laboratório de Artes comemora 10 anos

O grupo Maracujá Laboratório de Artes, bastante premiado por seus espetáculos infantis, comemora 10 anos de trajetória em 2015. No período de31 de julho a 06 de setembro, no Teatro Cacilda Becker (R. Tito, 295 – Lapa) eles fazem uma mostra com trinta sessões (entre gratuitas e pagas), das peças que compõem seu repertório adulto e infantil. Uma aula-palestragratuita e uma exposição de fotos e acervo de bonecos/materiais mostrarão aos participantes a trajetória da companhia nessa década de existência.

Rabisco – um cachorro perfeito (dias 01, 02, 08 e 09 de agosto), O Buraco do Muro (dias 15, 16, 22 e 23 de agosto) e E.Terra (dias 29 e 30 de agosto e 05 e 06 de setembro) compõem a programação gratuita dirigida ao público infantil. Na programação voltada aos adultos, o grupo recoloca em cena seu primeiro trabalho feito para esse público, SPon SPoff SPend, que abre a Mostra no dia 31 de julho. Vale lembrar que nessa década de existência, muitos prêmios (e indicações) referendam o trabalho feito pela Maracujá Laboratório de Artes, como o Coca Cola Femsa, Myriam Muniz, CPT (Cooperativa Paulista de Teatro) e de festivais de teatro pelo Brasil.

Cena da peça "O Buraco do muro"
Cena da peça “O Buraco do muro”

Trajetória do grupo

Nascido e criado pelo diretor e bonequeiro Sidnei Caria e formado inicialmente junto com Lucas Luciano, Silas Caria e Tetê Ribeiro o grupo tinha como objetivo aprofundar as pesquisas em teatro de seus integrantes, buscando referências variadas que poderiam se misturar das formas mais inusitadas. Um verdadeiro “Laboratório de Artes”, que se formava em uma casa na Vila Mariana onde florescia um enorme pé de Maracujá, dando-se o nome de “Maracujá Laboratório de Artes”.

Em um primeiro momento funcionou como espaço para desenvolver estudos cênicos, treinamentos e pesquisas em técnicas teatrais como teatro físico, teatro de animação e teatro de sombras, e outras linguagens artísticas, como audiovisual, música e artes plásticas. O grupo também passou a realizar trabalhos de direção de arte, confecções de bonecos, cenários e figurinos para grupos como Parlapatões, Le Plat Du Jour, Barracão Cultural, Teatro Natio, Meninas do Conto, Cia da Tribo, Banda Mirim e Pia Fraus.

Em 2009 surgiu a oportunidade de montar seu primeiro espetáculo: Rabisco – um cachorro perfeito, que estreou em 2010. Baseado no livro homônimo de Michele Iacocca, a adaptação para o teatro feita pelo grupo usava da diversidade de linguagens pesquisada por seus integrantes para destacar a metalinguagem existente no livro. O espetáculo foi contemplado com prêmios como Myriam Muniz e Alfa Criança (para montagem), Coca Cola FEMSA 2010 (melhor adaptação), editais como Viagem Teatral SESI e CAIXA Cultural, e festivais de Teatro como Festival Internacional de São José do Rio Preto, FitaFloripa, FILO, Festival de Arte para Crianças, entre outros, apresentando ao público finalmente a proposta da companhia, materializada em cena. Recentemente foi convidado para se apresentar no Festival CASA, em Londres, em outubro de 2016.

Dando continuidade a seu projeto de pesquisa, no início de 2013 o grupo estreou O Buraco do Muro depois de um ano de trabalho contínuo e sem o fomento de qualquer edital ou lei de incentivo. O resultado alcançado com a peça surpreendeu o grupo, tendo recebido ótimas críticas da mídia e indicações a vários prêmios (Arte Qualidade Brasil, CPT e FEMSA, com o qual ganhou o prêmio de melhor cenário), além de participar de diversos editais e Festivais (Viagem Teatral SESI Arte Educação por dois anos consecutivos, Festival de Teatro de São José do Rio Preto, Festival de Arte para Crianças, Festival de Teatro de Curitiba no Guritiba – Mostra Oficial Infantil – entre outros).

Em seguida o grupo iniciou as pesquisas para um novo processo: teatro infantil para os pais, que propunha como objetivo principal um olhar atento sobre a maneira como os pais educam seus filhos, trazendo ao público cenas que materializam as reflexões do grupo sobre o assunto. O espetáculo resultante foi E.Terra (anteriormente intitulado Aaaaah! Fantasmas!), que trouxe para a cena uma família de extraterrestres que faz uma prova para tentar viver na Terra. Em cena, o grupo se torna uma banda (com instrumentos tocados pelos próprios atores) e utiliza técnicas como projeções, sombras e teatro físico, aprofundando estas pesquisas.

Em março de 2015, na Mostra Oficial do Festival de Curitiba, o grupo estreou o SPon SPoff SPend com grande repercussão junto à crítica e ao público. Esse espetáculo é a primeira incursão do Maracujá no teatro adulto e o primeiro trabalho feito com um diretor convidado – Fernando Escrich.

Como forma de comemorar seus 10 anos de carreira o grupo resolveu focar em 2015 em dois pontos: na montagem de um espetáculo adulto e na circulação de seus espetáculos. O grupo acredita que o público poderá acompanhar o conjunto de suas obras e entender o caminho que a companhia seguiu.

Rabisco e Mendigo em cena da peça "Rabisco, um cachorro perfeito"
Rabisco e Mendigo em cena da peça “Rabisco, um cachorro perfeito”

A Maracujá Laboratório de Artes

O nome Maracujá Laboratório de Artes foi escolhido pelo grupo porque resume sua proposta artística: o maracujá, além de ser conhecido como a “fruta da paixão”, origina-se de uma flor de beleza singular, única. Estas duas referências, observadas em um pé de maracujá que existia na sede da companhia na época de sua fundação serviram de inspiração para o início dos trabalhos do grupo e hoje representam sua paixão por buscar sempre novas possibilidades. Por isto, sua fruta foi escolhida para nomear a companhia e sua flor tornou-se seu símbolo. As palavras “Laboratório de Artes” reforçam a vontade de seus integrantes de estar em constante pesquisa, experimentando linguagens artísticas que dialoguem com o teatro contemporâneo.

PROGRAMAÇÃO – Adulto

SPon SPoff SPend

de 31 de julho a 06 de setembro
Sextas e sábados, às 21h/ Domingos, às 19h
Obs: as sessões dos dias 31 de julho, 07, 14 e 21 de agosto terão entrada franca.

Um grupo de mendigos que vive embaixo de um viaduto em São Paulo cria uma teia de relações na qual ironicamente prevalecem, apesar das semelhanças nas condições econômicas e sociais de cada um, situações de poder e dominação do outro. Enquanto isso, uma equipe de filmagem se estabelece nas proximidades para realizar uma produção baseada no universo de uma grande cidade onde só existem mendigos, misturando os limites entre realidade e ficção.
Duração: 70 min/ Classificação: 16 anos

PROGRAMAÇÃO – Infantil

Rabisco – um cachorro perfeito

dias 01, 02, 08 e 09 de agosto
Sábados e domingos às 16h
Entrada Franca

O espetáculo conta a história de Rabisco, um cãozinho desenhado por um menino que, após ganhar vida e sair do papel, não é aceito por seu criador por não ser tão bonito quanto este gostaria. Abandonado, Rabisco foge e passa por inúmeras aventuras em um grande centro urbano (é perseguido por cachorros de rua, enfrenta a carrocinha, carros em alta velocidade com motoristas nervosos, pessoas que zombam de sua aparência rabiscada, entre outras situações), na busca por um desenhista que dê ao garoto o desenho de um belo cachorro.
Duração: 50 min/ Classificação: Livre

O Buraco do Muro

dias 15, 16, 22 e 23 de agosto
Sábados e domingos às 16h
Entrada Franca

Três crianças vidradas em internet (e completamente avessas à leitura) de repente começam a receber misteriosas mensagens em seus celulares. Elas falam de um tesouro perdido, escondido atrás de um muro…Curiosos e dispostos a encontrar as riquezas prometidas, os meninos resolvem atravessar “o buraco do muro” e se deparam com um monte de objetos velhos, roupas, bonecos, adereços empoeirados… E diversos livros! As pistas enviadas via celular continuam chegando e vão convencendo as crianças de que, para encontrarem o tão sonhado tesouro elas devem ler diversos clássicos da literatura (como Moby Dick, Alice no País das Maravilhas e Dom Quixote). Aos poucos, misturando bonecos, objetos e brincadeiras, elas deixam sua imaginação levá-las pelas histórias.
Duração: 55 min/ Classificação: Livre

E.Terra >> Estreia

dias 29 e 30 de agosto e 05 e 06 de setembro
Sábados e domingos às 16h
Entrada Franca

Uma família de extraterrestres espera conseguir se mudar para o planeta Terra. Para que isso ocorra, porém, eles têm que passar por uma prova que mostre que eles têm conhecimento do que é ser humano. Essa prova consiste em mostrar a um instrutor várias situações vividas por famílias terráqueas, que acabam levando os alienígenas a se questionarem sobre suas próprias contradições na forma como educam suas crianças.
Duração: 50 min/ Classificação: Livre

Aula Palestra

A trajetória do Maracujá Laboratório de Artes
dia 07 de agosto, das 14h às 18h
Instrutores: Sidnei Caria e Lucas Luciano
Duração: 4h/ Entrada Franca
Público Alvo: atores, bailarinos, dançarinos, bonequeiros e interessados em geral a partir de 15 anos.
Quantidade de Vagas: 50 vagas

Exposição: 10 anos de Maracujá

Exposição de materiais do acervo (fotos, bonecos, adereços, cenários, desenhos, croquis, etc) e dos trabalhos do grupo. Será feita na sede do grupo.

Serviço:

Mostra 10 anos de Maracujá
De 31 de julho a 06 de setembro
Teatro Cacilda Becker
R. Tito, 295 – Lapa
Tel.: 3864 4513
Capacidade: 198 lugares

Fonte: Página Cultural

Sobre Daniel Pereira

Um aquariano que vive com os pensamentos no futuro mas tem grande apego com o passado. Apaixonado por arte e Comunicação. Seu maior defeito é fazer mil coisas ao mesmo tempo a ponto de não ter tempo pra mais nada e mesmo assim vive criando coisas novas pra fazer.

Confira também

BLUMENAU RECEBE 31º FESTIVAL INTERNACIONAL DE TEATRO UNIVERSITÁRIO COM MAIS DE 40 PEÇAS

De 12 a 19 de julho, acontece em Blumenau, Santa Catarina o 31º Festival Internacional …

Deixe um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: