BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates

Cine Glauber Rocha, em Salvador, pode fechar as portas

Último cinema comercial a continuar funcionando no Centro de Salvador, o Espaço Itaú de Cinema Glauber Rocha se diz sem “fôlego” e pode fechar as portas até o final do ano. O motivo seria o abandono da região do Centro Histórico de Salvador nos últimos anos, além da sensação de insegurança e carência de mobilidade urbana.

O espaço, que funciona desde 2008 na praça Castro Alves e leva o nome do famoso cineasta baiano, hoje recebe um terço do público para as suas sessões de cinema.

Claudio Marques, cineasta e diretor do empreendimento, revelou que em 2013 o espaço recebia cerca de 25 mil pessoas por mês. Em 2014, com a redução das linhas de ônibus para o Centro Histórico e a proibição do estacionamento Zona Azul na praça, o espaço passou a registrar uma média de 8 mil pessoas por mês.

“Aos domingos, vendíamos cerca de 1.500 ingressos, mas desde 2014 esse número chega a 500, no máximo”, conta. Em 2010, o cinema conquistou o seu recorde de público de 30 mil pessoas, com a estreia de “Tropa de Elite 2”.

“Algumas coisas precisam começar a acontecer. É preciso olhar o Centro Histórico de uma forma mais generosa ou então nenhum estabelecimento terá condições de se sustentar. Qualquer investimento estará fadado ao fracasso”, diz.

No início deste ano, após uma reunião com empresário Adhemar Oliveira, fundador da rede Espaço de Cinema, já se falava em encerrar as portas do cinema em meados do segundo semestre de 2015. “Não chegaríamos ao final do ano”, disse.

Requalificação

Claudio lembra que quando o cinema foi inaugurado havia expectativas de que o Centro e o entorno do cinema fossem requalificados, mas projetos da iniciativa privada e do governo não foram adiante. “Ficamos isolados”, lamenta.

Hoje, quando projetos para a transformação do Centro da cidade voltam a serem discutidos, uma nova perspectiva pode garantir a permanência do Cine Glauber Rocha.

Segundo ele, as obras de restauração do Palace Hotel e da remodelação urbanística da Rua Chile, juntamente com o PAC Cidades Históricas, anunciadas em junho, trouxeram novo ânimo. Fala-se também da retomada do projeto do Hotel Fasano.

“Espero muito que aconteça e que dê certo. Esses projetos trouxeram um novo gás pra a gente”, confessa Cláudio.

Fonte: A Tarde.

About Carolina Carettin

Caipira e graduanda em Jornalismo. Já quis ser detetive, psicóloga e primeira bailarina do Bolshoi. Desistiu das duas primeiras carreiras, mas ainda dança, nem que seja só a macarena.

Confira também

Tim Burton estará presente em Megaexposição no MIS

Já imaginou adentrar o universo de Tim Burton, um dos cineastas mais criativos e inovadores ...

Deixe uma resposta