BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates

A arte que vem do lixo

Esses artistas conseguem transformar lixo de todo tipo – colheres velhas, cabides usados, pedaços de madeira encontrados na rua – em arte maravilhosa. Conheça dez exemplos de artistas que fazem arte sustentável.

Existem muitos artistas, brasileiros e estrangeiros, que fazem excelente uso de lixo, transformando objetos descartados em obras de arte expressivas. O mais interessante é que a maioria apropria-se da condição de “lixo” desses materiais – seja como memória do que foram um dia, ou pelo próprio fato de serem descartados, e, portanto, libertados de sua condição anterior. Conheça esses dez artistas que reutilizam e reciclam, fazendo obras de arte impressionantes.

SAYAKA KAJITA

A artista japonesa Sayaka Kajita cria figuras dinâmicas e cheias de poesia usando peças de plástico descartáveis, como colheres e copos. O mais impressionante é a sensação de movimento que temos observando suas esculturas, bem como suas formas, que ficam no limiar entre o orgânico e o artificial.

Visite o site de Sayaka Kajita

ANN P. SMITH

A americana Ann P. Smith dedica-se ao uso de peças de eletrodomésticos e eletrônicos descartados. Ela desmonta cada uma das máquinas, e reutiliza para criar suas esculturas-robôs, em forma de animais. Além de criar as peças, Ann ainda grava pequenos clipes de stop-motion com os robôs, em uma alusão ao ciclo natural de todos os materiais na terra.

Visite o site de Ann P. Smith

HAROSHI

O artista japonês Haroshi empilha antigos skates para criar esculturas tridimensionais impressionantes, nas quais é possível notar as camadas coloridas sobressaindo-se. Às vezes, ele altera a forma que empilha as pranchas, criando novos padrões coloridos.

Visite o site de Haroshi

JAIME PRADES

O lindo trabalho Natureza Humana, do artista brasileiro Jaime Prades. As suas árvores, construídas a partir de pedaços de madeira recolhidos nas ruas, evocam a memória e o renascimento. A árvore, que virou móvel, que virou lixo, que virou árvore…

Visite o site de Jaime Prades

WIM DELVOYE

O belga Wim Delvoye trabalha com uma ideia inusitada: esculpir pneus usados, criando figuras belas e inesperadas. Ele esculpe a mão os delicados padrões florais, tornando um objeto descartado em um novo objeto decorativo. Wim também trabalha com outros objetos reutilizados, como botijões de gás (que acabam parecendo porcelana pintada).

Visite o site de Wim Delvoye

JANE PERKINS

A britânica Jane Perkins usa todo tipo de quinquilharia – de pedaços de bijouterias quebradas, botões, brinquedinhos de plástico, bolas de gude e grampos de cabelos velhos – para criar retratos de pessoas famosas. Ela usa esses pequenos objetos como reminiscências – as pessoas, como os retratos, são feitos de fragmentos de memória.

PAUL VILLINSKI

Paul Villinski, de Nova York, usa materiais descartados para criar figuras que evocam a liberdade. Com pares de luvas usados, cria belas asas, e com o que sobra das latinhas de cerveja, faz borboletas – segundo ele, a transformação do lixo em arte é uma forma própria de meditação.

Visite o site de Paul Villinski

DAVID MACH

David Mach também usa materiais inusitados em suas (gigantescas) esculturas – cabides velhos, fórforos, ou qualquer outro material usado que as outras pessoas poderiam tomar como lixo.

Visite o site de David Mach

ERIKA IRIS SIMMONS

Conhecemos a sério Ghost in the Machine, que reaproveita antigas fitas cassetes, através do Música Pavê. A norte-americana Erika Iris Simmons utiliza esse símbolo do obsoleto para construir uma interessante metáfora, de como as fitas ajudaram a imortalizar o espírito dos ícones da música.

Visite o site de Erika Iris Simmons

ROBERT BRADFORD

O artista Robert Bradford usa pequenos brinquedos velhos ou quebrados de seu filho para criar suas obras, explicando que o que mais gosta no trabalho é notar que cada pequena parte que constitui o todo tem uma história, um passado.

Visite o site de Robert Bradford

Fonte: Fala Cultura

About Daniel Pereira

Um aquariano que vive com os pensamentos no futuro mas tem grande apego com o passado. Apaixonado por arte e Comunicação. Seu maior defeito é fazer mil coisas ao mesmo tempo a ponto de não ter tempo pra mais nada e mesmo assim vive criando coisas novas pra fazer.

Confira também

Artistas fazem escultura hiper-realista de anjo caído

Os artistas chineses Sun Yuan e Peng Yu criaram uma escultura hiper-realista que está chamando atenção ...

Deixe uma resposta