WebTv

Pianista Nelson Freire toca na Cidade Proibida chinesa

O maior pianista brasileiro e um compositor alemão do século 19 se uniram em Pequim num encontro raro, em noite de muitos aplausos.

Nelson Freire lotou a sala de concertos da Cidade Proibida –antigo palácio imperial, no centro da capital chinesa– na sexta-feira (20), onde cativou uma plateia jovem e irrequieta interpretando sua maior especialidade, Robert Schumann (1810-56).

Além do cenário e do público, Freire tinha um motivo a mais para estar emocionado. Foi sua primeira visita à China desde 1981, quando se apresentou num país que hoje está transformado, após três décadas de abertura e crescimento econômico acelerado. Antes de Pequim, ele se apresentou em Xangai.

“A diferença é enorme. Incrível como fui bem recebido por um povo maravilhoso, que se parece com o brasileiro. Espontâneo, caloroso, sensível”, disse o pianista.

Freire tocou com a Orquestra Filarmônica da China, sob regência de Xia Xiaotang, para interpretar o “Concerto para Piano, Op. 54”, de Schumann. Os aplausos começaram antes da apresentação –sinal da ansiedade da plateia.

Entre os presentes havia estudantes de música, encantados com a chance de ver o virtuosismo de Freire, a quem só conheciam de gravações.

“Toco esta peça de Schumann e conheço a dificuldade do terceiro movimento. Fiquei impressionado com o controle exibido por Freire”, disse o pianista Yu Ji, 26, que estuda para ser maestro.

Feliz com o retorno à China após 34 anos, Freire planeja uma nova turnê no país provavelmente para setembro.

Ele diz que o mercado chinês para a música clássica está crescendo, e que o país produz grandes músicos. “Duas das maiores estrelas do piano da atualidade são chineses, Lang Lang e a Yujia Wang”, lembrou.

Para ele, interpretar Schumann para a China do século 21 comprova a atualidade do alemão. “A grande música não tem tempo nem idade. É maior que a vida”, disse.

Fonte: Folha Ilustrada/Folha de S. Paulo

Sobre Daniel Pereira

Um aquariano que vive com os pensamentos no futuro mas tem grande apego com o passado. Apaixonado por arte e Comunicação. Seu maior defeito é fazer mil coisas ao mesmo tempo a ponto de não ter tempo pra mais nada e mesmo assim vive criando coisas novas pra fazer.

Confira também

SAULO DUARTE LANÇA NOVO TRABALHO INTITULADO “FLOR DO SONHO”

O primeiro single do novo disco do artista mergulha no Pará e na Bahia Com …

Deixe um Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: